Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Fundação Calouste Gulbenkian

DOMINGO, NO ANFITEATRO AO AR LIVRE
 
 
Duas orquestras compostas por jovens de bairros da periferia de Lisboa vão actuar, em conjunto, no Anfiteatro ao Ar Livre da Fundação Calouste Gulbenkian, no próximo domingo, 29 de Junho, às 19h00. Mais de cem crianças estarão reunidas nesta apresentação inédita que resulta de dois projectos que estão a ser desenvolvidos no casal da Boba, na Amadora, e na Vialonga, em Vila Franca de Xira.
O Projecto da Orquestra Geração é inspirado no Sistema Nacional das Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela - que tem na Orquestra Sinfónica Simón Bolívar o seu expoente máximo de qualidade - e que há mais de 30 anos integra nos seus agrupamentos crianças e jovens de bairros muito pobres, beneficiando actualmente mais de 270.000 venezuelanos e contando com mais de 180 orquestras juvenis locais.
Este complexo e amplo sistema educativo constitui um caso de sucesso ímpar pelo seu contributo inovador para a inserção e desenvolvimento de crianças e jovens provenientes de meios sociais muito desfavorecidos, aliando uma profunda preocupação social a uma grande qualidade artística. Por estas razões a Fundação Calouste Gulbenkian decidiu apoiar a sua introdução em Portugal.
A adaptação da metodologia, a concepção do modelo de gestão e a formação de formadores conta com o apoio e acompanhamento de especialistas venezuelanos, estando a responsabilidade pedagógica e artística a cargo da Escola de Música Conservatório Nacional.
Recentemente foi assinado um protocolo entre a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação EDP e a Câmara Municipal de Amadora, para viabilizar a criação da Orquestra Sinfónica Juvenil Geração no bairro da Amadora, no âmbito de um amplo projecto – Projecto Geração – que visa reaproximar os jovens à escola, oferecendo horizontes de educação, formação e emprego.
Se bem que não enquadrada neste protocolo, a Orquestra de Vialonga contou com o apoio da Fundação para aquisição dos instrumentos, juntando-se nesta actuação por partilhar o espírito que preside ao Projecto Geração.
 
A entrada é livre.
 
Para mais informações consultar www.gulbenkian.pt ou contactar 21 7823217
Assuntos:
publicado por lamire às 23:05
link do artigo | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Distância e proximidade na FCGulbenkian

Assuntos:
publicado por lamire às 00:24
link do artigo | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Temporada Gulbenkian de Música

Ciclo de Canto

 
Terça, 3 de Junho, 19.00
Grande Auditório
 
 
Véronique Gens Soprano
Susan ManoffPiano
 
Gabriel Fauré
Le papillon et la fleur
Au bord de l’eau
Après un rêve
Lydia
Les Berceaux
Mandoline
 
Claude Debussy
Fêtes Galantes
Nuit d’étoiles
Fleur des blés
 
Reynaldo Hahn
Quand je fu pris au pavillon
Trois jours de vendange
Lydé
Tyndaris
Pholoé
A Chloris
 
Francis Poulenc
Banalités
Montparnasse
Hyde Park
Chemin de l’Amour
 
 
Pode não ser demasiado fácil penetrar no subtil universo da mélodie, um género que atingiu a perfeição nas obras dos compositores franceses de finais do século XIX e começos do século XX. No entanto, quando estas miniaturas de poesia e sofisticação vêm pela mão de uma cantora da craveira de Véronique Gens, começa a ser difícil resistir ao encantamento, e a sua escuta torna-se um prazer. A aplaudida soprano francesa oferece a pureza do seu timbre, a sua elegância e a sua dicção impecável à recriação dos universos poéticos – sejam eles irónicos, mordazes, mórbidos ou plenamente líricos – que a mélodie recria. Já o demonstrou em 2000, ano em que gravou o CD Nuit d’étoiles para editora Virgin, marcando um ponto de viragem que a levou do repertório da Música Antiga para a música francesa oitocentista.
Estará com ela no palco do Grande Auditório Susan Manoff, a quem caberá a tarefa de recriar a notável parte pianística que constitui outro dos elementos fundamentais do género. A pianista americana tem acompanhado numerosos cantores, começando a distinguir-se particularmente neste repertório.
Juntas, dão-nos a ouvir a poesia musicada por Gabriel Fauré, Claude Debussy, Reynaldo Hahn e Francis Poulenc, evocando os universos de Verlaine e Apollinaire, entre outros. Além de algumas das canções mais conhecidas de Fauré, ouviremos os ciclos Fêtes Galantes e Banalités, de Debussy e Poulenc, respectivamente.
 
José Luís Figueira
Publicidade e Promoção
Serviço de Música
Assuntos:
publicado por lamire às 20:07
link do artigo | comentar | favorito
|

.Informa grátis concertos:

.pesquisar

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.artigos recentes

. Fundação Calouste Gulbenk...

. Distância e proximidade n...

. Temporada Gulbenkian de M...

. Temporada Gulbenkian de M...

. Temporada Gulbenkian de M...

. Temporada Gulbenkian de M...

. Nash Ensemble

.arquivos

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Assuntos

. todas as tags

.Temporada Música FCG 08-09

Temporada de Música 2008/2009

.Descobrir a Música 07-08

Descobrir a Música 2007/2008

.links

.participar

. participe neste blog

.subscrever feeds