Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LA MI RÉ

No silêncio do som... as notas que ficam...

No silêncio do som... as notas que ficam...

LA MI RÉ

06
Jun08

Temporada de Órgão Aveiro 2008

lamire

Ciclo Jovens Organistas

Igreja Matriz de Vagos,
sábado 7 de Junho às 19.45

Hugo Teixeira e Miguel Matos
Alunos da classe de Órgão do Prof. António Duarte
Escola de Música do Conservatório Nacional
AMPO – Associação Musical Pro Organo
Paróquia de S. Tiago de Vagos

Programa
Hugo Teixeira, órgão
  • J. S. Bach (1685-1750),

  • Christ lag in Todesbanden BWV 625

  • Dietrich Buxtehude (1637-1707),

  • Nun komm, der Heiden Heiland BuxWV 211

  • J. G. Rheinberger (1839-1901), Trio em sol menor, op.49 nº1

  •  J. S. Bach, Prelúdio e Fuga em sol menor BWV 558

Miguel Matos, órgão
  • Pedro de Araújo (fl.1662-1668),

  • Obra de 1º Tom sobre a Salve Regina

  • J. J. Froberger (1616-1667), Canzona em ré

  • J. S. Bach, Nun komm, der Heiden Heiland BWV 659

  • Prelúdio e Fuga em lá menor BWV 543

  • Jehan Alain (1911-1940), Choral Dorien

  • Jean Langlais (1907-1991), Dominica in Palmis


23
Mai08

Casa da Música - Órgão

lamire

Programa dedicado a Buxtehude e Bruhns
 
 
 
 
 
Rui Soares
 em recital de órgão
 
 
 
 
 
 
 
Ao Meio Dia
Domingo, 25 de Maio
Rui Soares órgão
12h00 | Sala Suggia | Entrada livre*
Programa
Diderich Buxtehude Prelúdio em Sol menor BuxWV 163
Diderich Buxtehude Prelúdio em Fá sustenido menor BuxWV 146
Nicolau Bruhns 4 Prelúdio
 
 
O jovem organista Rui Soares apresenta, em recital, na Sala Suggia, um programa dedicado a dois autores fundamentais da música para órgão que marcaram a história daquele instrumento durante o período Barroco.
 
O dinamarquês Diderich Buxtehude (1637-1707) construiu uma obra central no período Barroco médio e é considerado um dos maiores representantes da escola de órgão da Alemanha, país onde viveu e trabalhou como organista nos últimos quarenta anos de vida. Considerado o mais importante compositor nórdico do período Barroco, Buxtehude foi uma das figuras que mais influenciou Johann Sebastian Bach (1685-1750), sendo célebre a caminhada que o jovem fez de Arnstadt a Lübeck para ouvir o mestre.
 
Nicolaus Bruhns (1665- 1697) foi um dos maiores organistas e compositores do seu tempo. A sua inserção no mundo da música foi apadrinhada pelo seu próprio pai, Paulo Bruhns, que era organista em Schwabstedt. Aos 16 anos, mudou-se para Lübeck onde viria a estudar composição e órgão com o mestre Buxtehude. O talento de Bruhns para tocar órgão era tal, que Buxtehude não teve receio em afirmar que este foi o seu aluno predilecto. Na sua curta carreira, Bruhns mostrou que os seus dotes musicais não se limitavam ao órgão, ao tornar-se um dos melhores compositores de sagradas cantatas, na sua época.
 
Rui Fernando Soares é organista na igreja de Fiães, em Santa Maria da Feira, nas igrejas dos Carmelitas e de Nossa Senhora da Conceição, no Porto, e na igreja de Espinho, apresentando-se regularmente como solista ou acompanhador. Depois de ter concluído o curso de órgão no Conservatório Regional de Gaia com 20 valores, em 2005, Rui Fernando Soares prossegue os seus estudos na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, no curso de Música Sacra.
 
 
*Entrada livre sujeita à lotação da sala e ao levantamento prévio de bilhete
 
Para mais informações, contactar Cândida Colaço Monteiro: 932687433
Assessoria de Comunicação – Casa da Música: 220120218/15

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Os meus links

ANÚNCIOS MUSICAIS

ARTESÃOS

ARTISTAS

Bilhetes espectáculos

COROS

Cultura

Festivais de Música

Grupos de Câmara

Maestros

Música

Outros

ORQUESTRAS

TUNAS

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2006
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D